Como escolher um bom notebook usado?

Tempo de leitura: 6 minutos

Assim como qualquer produto de segunda mão, um notebook usado também requer certos cuidados que devem ser levados em consideração se você quer fazer não só um bom negócio como ter um aparelho que atenda às suas expectativas.

Por isso, as dicas do nosso texto vão ajudar você a entender o que deve saber antes de comprar um notebook usado e se realmente compensa comprar um notebook usado.

Entenda sobre o seu nível de uso.

Nada te impede de comprar um notebook com uma configuração super completa, porém, se você busca um aparelho para tarefas básicas como acessar a internet e escrever alguns documentos de texto, possivelmente seu notebook não usará a capacidade máxima. Não é errado, mas também não é rentável. Se o seu foco é custo-benefício, preste atenção nas configurações do aparelho em vista. Pode ser lógico demais, mas quanto mais potente um notebook é, mais caro.

E isso serve para o contrário também, hein? Se a prioridade são jogos ou programas de edição de vídeos e fotos, um notebook com configuração mais básica não irá resolver o seu problema. Em configurações intermediárias vale fazer upgrades de memória RAM, SSD ou HD.

De olho na desvalorização e no mercado de usados.

imagem aproximada de um teclado de notebook, sobre ele duas caixas de papelão com carrinhos de compras e um cartão de crédito

Antes de sair por aí buscando um notebook em sites de venda e troca, pesquise pelo preço médio do modelo novo do notebook que você se interessa. Além disso, avalie o tempo de uso do notebook usado, a marca, as suas configurações e também o estado de conservação geral.

Só preço bom não adianta, avalie como um todo.

Um dos pontos que atraem muitas pessoas a considerar comprar um notebook usado é o preço. Por isso, conhecer as configurações do notebook é fundamental para avaliar se o preço está compatível com a configuração e estado do aparelho. Separamos alguns componentes muito importantes que norteiam essa avaliação, confira:

Processador

Fazendo uma rápida pesquisa na internet você vai perceber que a grande maioria deles são Intel Core i3, i5, i7 ou até i9. Essa é a geração mais atual de processador, cada uma corresponde ao nível de desempenho. Por exemplo, um notebook com processador i3 é suficientemente rápido para as tarefas mais básicas do dia a dia como edição de textos e ao uso da internet. 7 notebooks básicos com o melhor custo-benefício

Os i9 são atualmente os mais potentes, e geralmente comportam notebooks gamer que precisam dessa força para rodar jogos mais pesados. No mercado de usados é bem comum você se deparar com processadores mais antigos como o Intel Celeron ou Intel Core 2 Duo. Ciente de que são processadores mais limitados, seu investimento neles terá um foco muito claro: economia. Então já sabe, se quiser economizar de verdade e não se importa com algumas travadas, eles podem atender você.

Armazenamento

Esse é um ponto que deve ser considerado. Assim como o processador, um notebook com um bom armazenamento é fundamental para que você não fique na mão. Preste atenção na capacidade do HD, que é onde suas fotos, vídeos, filmes e músicas ficarão armazenados. Ah, é bem legal você verificar a possibilidade de fazer um upgrade com um SSD que é uma unidade de armazenamento mais veloz e mais segura que um HD. Saiba mais, aqui.

A Memória RAM também é muito importante. Ela é que dá fluidez para que programas sejam executados no seu notebook. Mas atenção! Para você não ter problemas de lentidão, travamentos ou da tela azul, que é quando o computador desliga sozinho, o mínimo recomendado são 2GB. Já se você pretende usar um pouco mais do seu notebook prefira um com memória RAM de 4GB. Agora, se o objetivo é editar fotos, vídeos e jogar, o ideal é um de 8GB ou mais.


Sempre verifique a possibilidade de um upgrade no seu notebook. É uma excelente dica não só para quem compra um notebook usado como também para quem opta por um novo, pois facilita que o aparelho atenda melhor às suas necessidades. No caso de um aparelho usado, você pode comprar um notebook com configurações mais básicas e deixar ele mais rápido com um SSD, por exemplo. Isso porque alguns notebooks possuem mais slots para adicionar memória RAM, ou você pode usar um HD e um SSD ao mesmo tempo. O importante é ficar atento à quantidade máxima que o aparelho suporta.

Veja um upgrade em um dos nosso vídeos:

A bateria

A bateria é um componente delicado que precisa de um pouco mais de atenção. Muito provavelmente se você estiver comprando um notebook com mais de dois anos de uso, é certo que você precisará fazer a troca desse componente.

A vida útil dela depende de vários fatores como a forma em que foi usada, seus ciclos e até do tamanho da tela. Se você quer saber como fazer a bateria durar mais, acesse este link

Recursos adicionais 

Existem funcionalidades adicionais muito interessantes que, dependendo da forma que você irá usar o seu notebook, podem ser muito úteis no seu dia a dia.

  • Conectividade é um ponto chave. Dê uma olhada na quantidade de portas USB, o ideal é ter pelo menos 3. Pense que você poderá conectar o cabo de carregamento do seu celular, um mouse com fio e um HD externo, por exemplo. 
  • Cabo HDMI também é uma boa se você pensa em reproduzir filmes ou imagens do seu notebook para uma TV ou projetor.
  • Conectividade Wi-Fi é super importante também, para ter mais mobilidade, sem precisar usar cabos de rede a todo momento.
  • Um teclado retroiluminado, se você é um aficcionado por filmes e curte mexer no note em ambientes mais escuros.

Posso trocar meu teclado comum por um com iluminação?

Segurança acima de tudo

Por último e não menos importante, proteja-se de fraudes. Prefira comprar em lojas de confiança e que ofereçam produtos com rigorosos testes de qualidade além da garantia legal de 3 meses. Sem falar que, ao comprar de um site/loja confiável você não precisará se preocupar com a vida útil da bateria ou sobre o armazenamento do aparelho, uma vez que esses produtos são devidamente avaliados, limpos e revisados. Tudo para que funcionem como novos.

E se mesmo assim você se arriscar a fazer um negócio por conta própria, prefira aparelhos de procedência. Um anúncio honesto irá falar das avarias que o aparelho apresenta, as possibilidades de upgrade e a nota fiscal de compra. 

Dê preferência a lugares públicos e nunca passe seus dados pessoais a desconhecidos. Lembre-se de abrir o produto e avaliar antes de fechar a compra e faça uma transação segura; aqui os depósitos ou transferências são bem-vindos. 

E aí, gostou do nosso artigo? Então conte para nós nos comentários se você utiliza esses produtos e se tem outras dicas! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *