Saiba como simular o Universo no seu próprio notebook

Tempo de leitura: 1 minuto

space-engine-simulacao-61

Não é difícil encontrar “coisas” interessantes para fazer quando se possui um notebook com especificações um pouco mais robustas que o normal. Além de focar games e projetos em 3D, laptops com um alto poder de processamento são capazes de simular ambientes simplesmente sinistros… Incluindo o Universo.

O SpaceEngine, desenvolvido por Vladimir Romanyuk desde 2011, é um programa que faz uma simulação completa do Universo. O ambiente possui infinitos planetas, trilhões de estrelas, milhões de galáxias, cometas, asteroides e ainda permite que o jogador possa explorar tudo em três dimensões com naves espaciais ou livremente.

As áreas já conhecidas pelos seres humanos são baseadas em dados astronômicos da vida real e o que ainda não foi desbravado pela Humanidade é gerado procedimentalmente pelo simulador. Que tal?

Apesar de assustar muita gente com essa proposta bastante ambiciosa, o software não exige um computador absurdamente poderoso. As configurações mínimas mostram que é preciso ter um processador dual-core de 2 GHz, 2 GB de memória RAM, placa de vídeo AMD ou NVIDIA com 512 MB de memória dedicada e pelo menos 1 GB de espaço livre em disco (além de Linux ou Windows XP/7/8).

É claro você precisa liberar muito mais espaço do que isso se quiser baixar os complementos disponíveis na página de download do desenvolvedor, pois há planetas disponibilizados com alta qualidade de visualização, como Terra, Mercúrio e Vênus. Ainda no site de Romanyuk, é possível contribuir com doações — através deste link — para que novos recursos sejam desenvolvidos.

Caso você goste de admirar imagens estonteantes do Espaço Sideral, não deixe de conferir este belo simulador!

Fontes: SpaceEngine, Gizmodo Brasil

2 Comentários


  1. Como faço para adicionar planetas no Space Engine?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *